Username:
Password:

Esqueceu-se da password?


 
 
facebook Cepa hi5 Cepa
 
Penha Pausa

Começo a conexão a pedido da audiência

Não posso dizer que não, mediante tal exigência

As repercussões que isto vai ter eu não controlo

E só me consola saber que só sentirão isto quando pisarem o meu solo

 

Em prol de uma filosofia de uma forma de estar

Mais cedo ou mais tarde todos se deixam apanhar

Começando com mais ou menos força, assim de qualquer maneira

Neste ambiente quente estamos sempre seguros enquanto existir uma Mangueira

 

Com várias cores, vários hinos, mas só um bem nos une

Em torno de uma Tribu que toda a gente reúne

E não há comparações people, como nós não há igual

Digam lá minha gente se isto não é ter Moral

 

Tantos anos a todo o gás, tem que fazer moça

Não esquecemos o passado por isso andamos de Carroça

Com muita potência, funcionamos a cerveja e shots

Mas sempre prontos pra dar o litro, pra Arrebola Kaixotes

 

O mediatismo é muito, mas aguentamos sempre a Pressão

À prova de tudo e todos, sem medo, mas com muita atenção

E não papamos grupos, aqui ou vai ou racha

E pouca gente está a par da resistência da Borracha

 

Podem ser muitos ou poucos mas isso não importa

Amizade é o fundamental, se não, não passam da Cepa Torta

E quem é quem, pra dizer o que está certo ou está errado

E sentir isto intensamente, tipo Colete e Lenço Encarnado

 

E em qualquer lado o amor tem que ser inquestionável

E ter no Povo a fé e o exemplo de uma paixão inabalável

Uma grande família com talentos ainda por revelar

E com o nosso Grau deixamo-nos todos contagiar

 

Ninguém pode negar, e quem passa por aqui fica

Sempre prontos pra brindar, fazer saltar mais uma Krika

O rumo está traçado, ninguém nos consegue alcançar

E nós temos um Irak que ainda ninguém conseguiu bombardear

 

E engordar todos os anos com as Barriguinhas sempre em pleno

Envolver toda a gente, cada vez mais num ambiente mais sereno

O raiar do sol entre as nossas Raianas torna tudo mais apetecível

Nesta nobre terra Lusitana, pouco a pouco a subir de nível

 

Publicamente falando, mas com o sentimento mais profundo

É bom ver surgir mais uma República neste mundo

E o futuro nos dirá o que nos espera no dia-a-dia

Mas é perfeito e ideal viver nesta nossa Anarquia

 

Não há descrições que digam aquilo que é preciso viver

E o melhor fica pró fim pra prolongar o prazer

Uma conexão que enche a alma e o espírito

Se o amor se materializasse, o nosso tornava-se infinito

 

Erudito, aquele que compreende aquilo que digo, aquilo que sinto

Com o coração na boca, com todo o instinto

E eu não minto, e a minha verdade através das palavras ganha forma

Porque acreditem, ser Pausa é estar noutra plataforma

 

Refrão

É elementar o sentimento que nos conexiona

Inexplicável o ambiente que nos proporciona

Metafísico sem dúvida, sem deixar de ser um facto

Mais um hino para as nossas gentes, com todo o impacto

 

E é inata, a atracção que mistura personalidades

Várias idades confluem para acentuar amizades

Com rivalidades saudáveis, e contudo uma identidade indivisível

Somos penhas, que significado incompreensível

#

 

 

E pra todos aqueles que se queiram a nós juntar

Tragam a vossa gente e venham connosco festejar

Com espírito de entreajuda tragam a vossa originalidade

Tragam calor e fundamentalmente amizade

 

Vamos remar por um objectivo todos juntos em comum

Ser muitos, mas fundamentalmente continuar a sermos um

Continuar a lutar por um futuro cada vez mais risonho

Intensamente a chorar e a rir por este sonho

 

Refrão

É elementar o sentimento que nos conexiona

Inexplicável o ambiente que nos proporciona

Metafísico sem dúvida, sem deixar de ser um facto

Mais um hino para as nossas gentes, com todo o impacto

 

E é inata, a atracção que mistura personalidades

Várias idades confluem para acentuar amizades

Com rivalidades saudáveis, e contudo uma identidade indivisível

Somos penhas, que significado incompreensível

#

 

Apanha Pausa

 
 
Comentar Penha
Nome:
Comentario:
Cdigo
 

No existem comentrias nesta pgina